R. N. Sra da Lapa, Nº 298, Lapa - São Paulo, SP | Tel: (11) 3834-6630 | E-mail: nsralapa@uol.com.br

Artigos › 28/05/2020

Maria, um modelo para todas as mães

sculpture-4252528-640

Como todas as crianças, Jesus precisava da sua mãe para se tornar um homem verdadeiro. Nossa Senhora não só formava e alimentava seu corpo.

Com José, ela lhe ensinou tudo. Foi ao vê-los dobrados sobre seu berço que Jesus soube sorrir e rir. Foi ouvindo-os falar que a Palavra soube falar.

Ele, que mais tarde faria que os paralisados andarem, precisava dos seus pais para saber como caminhar. Aquele que sabia desde o início de sua existência que era o Filho amado do Pai precisava deles para aprender a orar!

Quem era o amor eterno em pessoa, criado pelo amor do Pai, precisava que seus pais o aprendessem humanamente a amar! Foi ao vê-los se amarem com ternura, foi também ao ver o quanto Ele mesmo foi amado que o seu coração humano se abriu, se desenvolveu, a ponto de se tornar aquele coração humano ardente de caridade, capaz de amar a todos os homens, inclusive os maiores pecadores.

Foi ao ver a Virgem Maria e José aceitarem sem murmurar as provações e decepções da vida – a fuga para o Egito e a indelicadeza dos vizinhos de Nazaré – que Jesus aprendeu a “submeter-se em todas as coisas” à vontade do Pai a ponto de fazer dessa obediência “sua comida” (Jo 4, 34).

Todas as mães do mundo também são chamadas a formar homens e mulheres que vivem suas vidas à luz da presença e do amor de Deus. E neste caminho de educação poderão contar com a ajuda e o exemplo da Mãe de Deus.

Imitar a fé sem precedentes da Virgem Maria

Quando vão acordar seus filhos, podem pensar na Virgem Maria acordando Jesus e fazendo-O rezar “Shema, Israel”: “Escuta, Israel, o Senhor teu Deus é o Único, tu O amarás com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças! ».

Quando forem consolar seus filhos que serão feridos, poderão dizer a si mesmos que a Virgem Maria também secou as lágrimas de seu Jesus e assim fazê-lo saborear as entranhas de misericórdia do Pai!

O que Maria não precisava fazer era ensinar Jesus a pedir perdão. Mas ela O fez fazer o que ela mesma fez para não se orgulhar de ter um coração preservado de todos os desejos malignos. Ela O fez cantar: “Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. “(Sl 103:1).

As mães também podem imitar a fé incrível de Maria. Quando um anjo vem lhe dizer que vai se tornar mãe permanecendo virgem, ela acredita no impossível, pois “porque a Deus nenhuma coisa é impossível” (Lc 1:37).

Quando ela vê em Caná o embaraço dos recém-casados que não têm mais vinho para oferecer aos seus convidados, ela sugere a Jesus que faça algo, quando há trinta anos ela não O vê realizar nenhum milagre! E quando Jesus responde que não é assunto dela, ela persevera em sua ideia: “Fazei o que ele vos disser”, diz aos servos (Jo 2,5).

Que a Virgem Maria ajude todas as mães a se maravilharem de serem educadoras especializadas de seus filhos!

Por Pierre Descouvemont via Aleteia

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *