R. N. Sra da Lapa, Nº 298, Lapa - São Paulo, SP | Tel: (11) 3834-6630 | E-mail: nsralapa@uol.com.br

Padroeira

(3)Nossa Senhora da Lapa

A histA?ria da devoA�A?o a Nossa Senhora da Lapa segundo uma lenda popular, iniciou-se em meados do ano de 982, quando o general mouro AlmanA�or, em uma das suas campanhas militares na PenA�nsula IbA�rica, onde teria martirizado parte das religiosas que ali se encontravam.

As religiosas que teriam conseguido escapar do general teriam se abrigado em uma lapa (gruta), onde teriam guardado uma imagem de Nossa Senhora que levavam consigo.

Ao longo dos sA�culos, por cerca de quinhentos anos, a imagem teria permanecido ali, atA� que, em 1498, uma jovem pastora chamada Joana, menina ainda e muda de nascenA�a, ao pastorear as ovelhas pelos arredores da gruta, teria resolvido adentrar e teria encontrado a imagem, pequena e formosa.

PorA�m a inocA?ncia da menina teria interpretado o achado como uma boneca e a teria colocado na cesta onde guardava seus pertences e seu lanche. Durante o pastoreio, a menina enfeitava a cesta como podia, procurando as mais lindas flores para ornA?-la.

Embora as ovelhas se encontrassem sempre no mesmo lugar, estavam sempre alimentadas e tranquilas, o que despertou comentA?rios entre algumas pessoas. Estes comentA?rios chegaram aos ouvidos da mA?e de Joana, que, jA? enervada com as teimosias da menina, num momento de irritaA�A?o, pegou a santa imagem e atirou-a ao fogo.

Ao ver isso, a menina soltou um grito: “NA?o! Minha mA?e! A� Nossa Senhora! O que fez?”. Sua fala desprendeu-se instantaneamente de forma irreversA�vel e sua mA?e, neste momento, ficou com o braA�o paralisado. Ainda em transe, a menina e a mA?e oraram e o braA�o paralisado ficou curado.

A comunidade, entA?o, reconhecendo o valor da santa e milagrosa imagem, sob a orientaA�A?o da menina Joana, construA�ram uma capela para abrigA?-la, onde ficou, mesmo apA?s as diversas tentativas do clero de levA?-la para a igreja paroquial, de onde sempre desaparecia de modo misterioso.

O seu culto acabou por difundir-se em Portugal e foi levado para o Brasil pelos colonizadores portugueses.

Hino A� Nossa Senhora da Lapa

Letra e MA?sica – Arturo Sueiro

1) Um sinal apareceu lA? no cA�u
Uma mulher vestida de sol
A lua debaixo dos pA�s
Na cabeA�a coroa de estrelas.

No ventre trazia um menino
E gritava em dores de parto.
O filho ao seu trono foi levado
E a mulher no deserto alimentada.

RefrA?o
Nossa Senhora da Lapa
Une as famA�lias na fA�
Sejam fiA�is imitadoras
Da famA�lia de NazarA�.

Nossa senhora da Lapa
Que ao pA� da cruz firme estavas
Ajuda este povo sofrido
A ser fiel discA�pulo de Jesus.

2) Realidade se tornou a visA?o
E em BelA�m este filho nasceu.
Quiseram da mA?e arrancA?-lo
E por isso Ela muito sofreu.

Em todas as portas batia
Mas se mostravam fechadas
Da gruta fez sua hospedaria
De animais somente rodeada.

3) Sob o atento e maternal olhar
Este seu filho forte e sA?bio crescia
E a tudo o que ela falava
Sempre Ele obediente seguia.

Ensina-nos mA?e terna e sA?bia
Senhora da Lapa chamada
A estar sempre ligados a tudo
E seguir de Jesus, o Evangelho.

4) Nesta data, centenA?ria, jubilar
Em tua fA� exemplar espelhados,
Da Lapa, as famA�lias sejam berA�o,
De santos servidores do Altar.

Que se unam no amor as famA�lias,
E que varram o mal desta terra.
Que todos os filhos da Lapa
Possam levar o mundo a Jesus.

Imprimir